O que há por aqui?

Histórias e Poemas para quem cansou de ler coisas normais, abordando assuntos nada usuais e também alguns comuns ocasionais. Amor, tristeza, amizade, sofrimento, histórias de ninar e suspense!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

O Inútil Anestésico da Razão


Agora caminho pelas veredas da razão
Sabendo que o vazio que sinto em meu coração
Nada mais é que do falta do que fazer
Pois apenas bombear sangue não parece satisfazer

E saber o que falta suficiente não é
Por mais que eu me distraia como der
E que completa a vida pareça ser
Sem forte emoção não consigo me mover

E posso fazer de conta que completo estou
E que do drama adolescente nada restou
Mas mentiroso seria, mentiroso sou

Não obstante toda esta sinceridade
De mãos atadas permaneço a pensar
Até Deus resolver a hora de me apaixonar

Jack L. Carroll

Um comentário:

  1. Maldito destino a que muitos se prendem... Deixe a vida te levar e vá fingindo que tudo podemos controlar, decidir e existir sem que Papai do Céu resolva as coisas por mim e por ti.

    =)

    ResponderExcluir